quinta-feira, 7 de março de 2013

A Necessidade de se desenvolver uma visão adequada de Deus



Se concebo Deus de forma errada, creio de forma errada; se entendo Deus de forma errada, adoro de forma errada.
No que se trata de conhecer Deus, temos  que ajustar o nosso foco. Quando temos dificuldade em ver Deus como Ele realmente se revela a nós criamos imagens ou sombras que tiram o realce da beleza de Deus. Este desajuste de foco ocasiona uma  espiritualidade desfocada, oramos de forma desfocada, adoramos de forma incoerente.
A grande questão  é como ajustar o foco de nossa visão em relação a Deus e desenvolvermos uma visão adequada de Deus. Três princípios podem ser usados para isto:

I-Detectar os nossos conceitos errados sobre Deus. O primeiro passo é reconhecer que podemos estar vendo Deus de forma distorcida, e precisamos vê-lo sem o uso de nossos “preconceitos”. Quando analisamos a vida de Jacó, percebemos que desde o ventre materno, ele teve de conviver com disputas e desenvolveu em sua personalidade uma esperteza tamanha. Jacó desenvolveu um senso de que só vence na vida quem for esperto.
A visão de Jacó sobre Deus se desenvolve neste contexto, e por várias ocasiões ele tenta fazer negócios com Deus, na base de sua esperteza. No Vale do Jaboque, pelo toque de Deus ele percebe que sua visão sobre Deus precisava ser mudada.
Precisamos de encontros como este de Jacó para sermos tocados por Deus e possamos vê-lo como Ele é.

II- Ter experiência de vida com Deus.

O segundo princípio é viver experiências, onde sejamos confrontados com nossos reais sentimentos e crenças. Este é o caso de Jó, que no final do seu Livro conclui conhecer Deus apenas de ouvir falar, apesar de a Bíblia o apresentar como um homem exemplar. A vida de Jó corroba este princípio de que precisamos de experiências duras  afim de nos livrarmos de crenças erradas.

III- Desenvolver amizade com Deus.

Aqui o nosso exemplo é Abraão, o pai da fé. A Bíblia nos relata que Abraão tornou-se amigo de Deus. A convivência com alguém é a melhor maneira de mudar, ou aprofundar nossa compreensão a respeito de desta pessoa. Abraão tornou-se amigo de Deus porque desenvolveu um senso de confiança em Deus. A confiança se adquire por meio de uma visão adequada. jamais podemos confiar em alguém, se não tivermos uma boa imagem a respeito desta pessoa.

Um comentário:

Marcia Ribeiro disse...

Ola!!
Voce gostaria de ganhar dinheiro com o seu blog trabalhando 1h por dia?

Acesse: http://ganhosweb.com

Quem sou eu

Minha foto
Uma pessoa apaixonada pelo saber...